Left Right

Qualidades e Características das Várias Faixas no Kenpo

jul 19, 2010 | Sensei Helio Greca | Principal, Programa Técnico | No Comments

Alcançar uma graduação é freqüentemente um objeto de motivação para a maioria dos praticantes. O valor de uma graduação conquistada era geralmente diferente de escola para escola. Ed Parker percebeu que isto era um problema e assim criou em seu programa uma maneira consistente de se estabelecer a uniformidade dentro do seu sistema.

Kenpo Faixas

Dos Kyus

A seguir estão os objetivos para se conseguir as qualidades e as características de cada Kyu:

Faixa Amarela (Manual):

Ao praticante da faixa amarela é dada uma introdução ao sistema do Kenpo, com o objetivo de se desenvolver o conhecimento através do trabalhando das bases e fundamentos – que são o cerne da arte.

Faixa Laranja:

O praticante de faixa laranja deve empenhar-se no desenvolvimento de métodos apropriados para refinar a eficiência das bases e fundamentos.

Faixa Roxa:

O praticante da faixa roxa deve empenhar-se no desenvolvimento da velocidade conseguida através da economia de movimentos, executando as bases e fundamentos com precisão e de forma apropriada.

Faixa Azul:

O praticante da faixa azul deve possuir o conhecimento e a segurança apropriados do poder obtido através da aplicação correta do sistema com uma velocidade superior na aplicação das bases e fundamentos.

Faixa Verde:

O praticante de faixa verde deve empenhar-se no desenvolvimento da sincronização obtida através da aplicação apropriada do controle da respiração.

Faixa Marrom 3º Grau:

O praticante de faixa marrom de 3º grau deve empenhar-se no desenvolvimento e na demonstração dos golpes focados através do poder do controle da respiração.

Faixa marrom 2º Grau:

O praticante de faixa marrom de 2º grau deve realçar a sua aptidão física a fim aumentar sua resistência e tornar-se mais tolerante à dor e ao estresse físico.

Faixa Marrom 1º Grau:

O praticante de faixa marrom de 1º grau deve empenhar-se no desenvolvimento das capacidades mentais através do trabalho do conhecimentos dos princípios, conceitos e das teorias do Kenpo.

Kenpo Dans

Faixa Preta:

Um faixa preta deve demonstrar a sua perícia no Kenpo aplicando corretamente estas três fórmulas:

Conhecimento das bases + formas + velocidade = poder

Poder + Controlo da respiração = Foco

Foco + Condições físicas + trabalho dos conceitos, princípios e teorias = Perícia em habilidades individuais de auto-defesa.

Dos Dans:

A seguir estão os objetivos para se conseguir as qualidades e as características de cada Dan:

Faixa Preta 1º Dan:

Um Faixa Preta 1º Grau (Instrutor Júnior) alcançou um determinado nível de conhecimentos físicos. Compreendendo os conceitos e os princípios do movimento, transformou-se um lutador formidável, defensivamente e ofensivamente. No entanto as suas capacidades físicas vão além das suas capacidades de se comunicar e de ensinar, de modo que a transmissão do conhecimento é essencial para qualquer novo progresso.

Faixa Preta 2º Dan:

Para o Faixa Preta 2º Dan (Instrutor Assistente), a habilidade para ensinar começou a reforçar as novas habilidades. Descobriu que “ensinar é aprender,” e isto é acompanhado por uma reavaliação dos maus hábitos e erros do passado. Um novo senso de responsabilidade aparece, e deve-se começar a cultivar uma imagem da autoridade dentro da escola.

 

Faixa Preta 3º Dan:

Uma faixa preta 3° Dan (Instrutor Sênior) descobre que os Faixa Pretas de 1º e 2º Dan procuram por um guia na gestão e na execução das técnicas. Ele eem agora a autoridade dentro do ambiente da escola para organizar um programa, políticas e teste de graduação específicos.

Faixa Preta 4º Dan:

Na Faixa Preta 4º Dan (Instrutor Principal), o faixa preta adquire após uma cuidadosa reflexão o privilégio de comando dentro da escola, bem como uma maior capacidade de comunicação que lhe permite ensinar os Faixas Preta 1 °, 2° e 3° Grau. Juntamente com essas responsabilidades, o Faixa Preta 4° Grau atende como auxiliar em seminários, manifestações e outras funções públicas em que se representem a escola e a arte. A sua perícia física deve estar visivelmente acima dos faixas pretas Júnior, particularmente em termos de velocidade, poder e sincronismo.

Faixa Preta 5º Dan:

O Faixa Preta 5º Dan (Professor Assistente), alcançou o nível em que começa a ensinar a arte além do espaço da escola. Embora o programa da escola seja ensinado com cuidado, ele não está mais limitado por ele e adquiriu a capacidade de moldá-lo e estruturá-lo de acordo com as capacidades e necessidades individuais do estudante. No 5º Dan o Faixa Preta agora avança em uma base maior de responsabilidade.

Faixa Preta 6º Dan:

O Faixa Grau 6º grau (Professor) alcançou agora um nível em que pode não somente ensinar a arte mas para começar também a formular seus próprios conceitos e princípios para além da escola. Como resultado, a precaução torna-se imperativa. Tendo avançado para um ponto crítico na arte, e é neste ponto que seu acumulo de tempo torna-se um grau de defesa contra ensinar o que se não pode mais tarde retrair.

Faixa Preta 7º Dan:

Na Faixa Preta 7º Dan (Professor Sênior), ocorre uma notável mudança na compreensão da arte. Torna-se capaz de resolver os problemas que surgem dentro do ensino do programa. Trabalhando a partir de uma base mais ampla e começando a ensinar local e internacionalmente o que foi ensinado em sua escola, agora reconhece que os seus métodos devem ser adaptados a mente, cultura e a agendas particulares. Percebe que enquanto a linguagem da sua arte permanece a mesma, as várias aplicações dessa linguagem devem ser adaptadas ao ambiente.

Faixa Preta 8º Dan:

No 8º Dan da Faixa Preta (Mestre Assistente), os interesses do faixa preta se transferem para a exploração das áreas de maestria físicas que não eram visíveis para ele no passado. A sua arte começa a expandir-se física e mentalmente e a mudança física definitiva se torne evidente. Assim, os movimentos são menos desenvolvidos porque estão no processo de se tornar parte dele.

Faixa Preta 9º Dan:

No 9º Grau da Faixa Preta (Mestre das Artes), o faixa preta alcançou um nível onde, em qualquer momento, se pode atingir um nível de “supra – consciência” não mais separada da arte que tem interiorizado e é parte dele. O que ensina e o que encarna fisicamente são indivisíveis e as suas contribuições para as artes marciais dentro e fora da comunidade são tantas, e seu Grau é suportado com pelo menos 25 anos de sacrifício e serviço.

Faixa Preta 10º Dan:

O 10º Grau do Faixa Preta (Grande Mestre das Artes) representa uma vida dedicada ao serviço da humanidade. O Grau é tão respeitado pelos seus pares e pelos seus estudantes que a sua palavra afeta o curso da arte.

As qualidades e características das várias faixas foram compiladas a partir de: Manual do Estudante do Kenpo Karate, por Eric D. Lamkin, 1992, e as Qualidades e as Características do Grau, por Larry G. Tatum, Black Belt Magazin, outubro, 1998.

Comments are closed.